19 de dez de 2015

Maionese vegana agora é, oficialmente, maionese

Primeiro a Unilever tentou processar Just Mayo, uma marca de maionese vegana que não usa ovos, para eliminar a competição. A Unilever tentou argumentar que, se não tem ovo, não é maionese, portanto a marca vegana não poderia chamar seu produto de maionese.

Mas o processo pegou tão mal que a corporação desistiu do caso.

Depois, graças a uma lei de acesso à informação, descobriu-se que o departamento que regula a comercialização de medicamentos e alimentos nos Estados Unidos, o famoso FDA, estava mexendo seus pauzinhos para tirar Just Mayo de circulação.

Mas no final, Just Mayo ganhou e vai ter que que fazer apenas algumas alterações na etiqueta, segundo um acordo que ela fez com o órgão governamental.

A empresa vai ter apenas que informar mais claramente que o produto não contem ovos. Mas pode se chamar de maionese.

O CEO da empresa, Josh Tetrick, disse que também vai enfatizar mais significado da palavra Just, que em inglês pode significar tanto “apenas” quanto “justo”, o adjetivo de justiça. A partir de agora, é nesse segundo significado que o marketing da empresa vai focar, ele disse.

Enquanto os inimigos tentavam destruir a empresa, ela foi crescendo. Suas vendas são maiores na popular Walmart do que Whole Foods, que é um supermercado orgânico direcionado a um público mais elitista.

Além disso, Just Mayo já é vendida no México e Japão.

Com certeza, o futuro dessa maionese vegana é brilhante – os inimigos vão ter que engolir essa, sem a crueldade dos ovos.


Postar um comentário