31 de mai de 2011

Bovinos australianos torturados na Indonésia


Um documentário exibido na TV australiana na noite de segunda feira, horário local, mostra a tortura a que são submetidos os animais que são exportados do país para a Indonésia. As imagens foram gravadas para o programa Four Corners da ABC1 e mostram animais sendo chutados, espancados, suas gargantas cortadas a machadadas, os olhos arrancados e os rabos quebrados.


Segundo um especialista, alguns animais ainda mostravam sinais de vida enquanto eram esquartejados. Ativistas de direitos animais filmaram 11 matadouros aleatórios durante o mês de março. Um mês depois, o time da Four Corners foi para a Indonésia e filmou os matadouros onde os bovinos foram submetidos a uma morte lenta e dolorosa. 

A porta-voz da Animals Australia Lyn White consegui parar as exportações de animais vivos para o Egito depois de expor a crueldade contra animais no Egito. Ela diz que as suspeitas foram levantadas quando um relatório da indústria de exportação de animais vivos disse em janeiro que as condições de bem estar animal na Indonésia eram geralmente boas. “Foi o que pensamos. Mas não poderíamos estar mais enganados”, ela disse. 

Os matadouros que aparecem em Four Corners são conhecidos na indústria australiana. Eles tiveram acesso às imagens antes de uma entrevista e disseram que treinamento adequado é a solução para o problema. Mas o documentário também revela que o matadouro foi visitados seis vezes por representantes australianos nos últimos 14 meses. 

Existem cerca de 100 matadouros na Indonésia que matam animais australianos. Desde que o negócio começou vinte anos atrás, mais de 6.5 milhões de bovinos foram transportados para a Indonésia para serem assassinados. O país é o principal mercado de exportação de animais vivos na Austrália, e recebe 60 por cento de todos os animais. Esse comércio de vidas gerou no ano passado mais de $300 milhões. 

Apesar das questões abordadas neste filme já serem de conhecimento entre governo e a indústria, existe pouca indicação que esse comércio cruel irá terminar. Durante um discurso em abril, o ministro da agricultura Joe Ludwig disse a uma associação de pecuaristas que o governo continua a apoiar as exportações de animais vivos porque se trata de uma atividade essencial de muitas comunidades rurais e regionais na Austrália. 

Comentário: embora de motivação bem-estarista, esse documentária demonstra que quando se trata de explorar animais por sua carne, violência e sadismo são a norma. Aqueles que pensam que a Indonésia é uma exceção, estão muito enganados. Animais que são tidos como mera mercadoria são tratados como tal, em qualquer lugar do mundo. Boicotar essa violência através do veganismo é a única resposta adequada ao holocausto animal. 

Com informações da ABC.


Enquanto isso no Brasil ...
Postar um comentário