19 de mar de 2010

Lagerfeld diz que come carne uma vez por semana mas que não gosta da idéia de matar animais

Ele é não é a pessoa mais querida do movimento pelos direitos animais pela sua insistência em usar a pele dolorosa e fatalmente arrancada de animais para que algumas pessoas sem ética possam ostentá-la como se fosse sua. Karl Lagerfeld, o designer da Chanel e um ícone da indústria da moda é um veterano da indústria, mas com enorme poder na moda atual.

Em uma entrevista recente a revista Vice, que foi muito comentada durante essa semana na imprensa internacional, ele disse algo que me chamou a atenção. Embora ele ainda defenda o uso de peles (apesar de sua última coleção usar apenas pele artificial), ele disse algo assim:

“São os fazendeiros que são agradáveis com vacas e porcos e depois os matam. São ainda mais hipócritas do que os caçadores, que não fingem ser bonzinhos com os animais. Eu me lembro quando eles matavam porcos na minha infância. Eu ainda posso escutar aquele som em meus ouvidos”.

Lagerfeld disse que não gosta que as pessoas matem animais pela comida, mas que come carne uma esporadicamente por ordem de seu médico. Uma dieta vegana é validada pela American Dietetic Association, a maior autoridade sobre nutrição do mundo. A verdade é que a maioria dos médicos não sabe nada sobre nutrição, por isso Lagerfeld deveria simplesmente ouvir seu coração e abolir cadáver de animais do seu prato, e também de seus desenhos. Assim ela passaria a integrar a verdadeira vanguarda do estilo e da ética.



Compartilhe essa postagem

Postar um comentário