11 de out de 2016

Não adianta, antropologia não disfarça crueldade




A verdadeira VAQUEJADA

Tem coisa pior do que texto que tenta se travestir de antropologia para defender crueldade contra animais? Eu já vi esse filme com a farra do boi, com tourada, sacrifício religioso e com outras esquizofrenias coletivas que surgiram em outros tempos e que, por uma anomalia da história, sobrevivem até o presente. 

O que acontece com esses absolutistas culturais? Eles consideram a experiência humana como algo imutável? Ou eles simplesmente tentam disfarçar seu conservadorismo e defesa de interesses econômicos com um texto acadêmico? 

Esse é o caso deste texto insosso que acusa o STF de ter tomado uma decisão ideológica contra a vaquejada? Curiosamente, a argumentação do autor é altamente ideológica, coisa que ele não percebe porque está cego por sua própria ideologia. 

Por favor, deixe um comentário rechaçando o texto desse autor equivocado e anti-animais.
Postar um comentário