13 de jun de 2016

Repressão a ativistas em BH

O Mercado Central de Belo Horizonte, um antro de crueldade animal, onde animais vivos são explorados para a venda, está tentando impedir o direito democrático de manifestação.

Segundo a imprensa local, ativistas independentes e protetores dos animais foram impedidos de protestar na manhã deste domingo (12), coisa que eles fazem pacificamente há 10 anos, como diz uma ativista no vídeo abaixo.

Cerca de 30 pessoas, com cartazes e megafone, pretendiam chamar a atenção para a venda de animais no Mercado Central de Belo Horizonte, que neste domingo realizava a "Corrida e Caminhada do Mercado Central", em comemoração aos 87 anos de sua existência.

Apesar da frustração de ontem, o grupo promete continuar lutando até que as gaiolas estejam vazias.




Postar um comentário