28 de jul de 2015

Assassino de leão agora é caçado nas redes sociais


Essa semana o mundo ficou chocado com o assassinato do leão Cecil, um dos leões mais amados do mundo, símbolo de um país (Zimbábue) e agora um cadáver que morreu depois de agonizar por dois dias com um flechada e depois foi decapitado para ter sua cabeça em alguma parede na casa de algum psicopata.


Os rumores iniciais foram que o leão havia sido morto por um espanhol, mas agora as autoridades de Zuimbábue revelam quer Cecil foi morto por um dentista americano chamado Walter Palmer que trabalha em uma cidade próxima à Minneapolis.

Segundo o portal Terra, "o grupo levou dois dias para encontrar Cecil e matá-lo. Antes de executar o animal, os caçadores destruíram o colar que ele usava, instalado por pesquisadores da Universidade de Oxford como parte de um estudo sobre a população de leões da região, e o GPS colocado junto do adereço."


A tragédia aconteceu no dia 6 de julho. De acordo com trabalhores locais, um grupo caçava a noite, quando avistou Cecil. Eles então amarraram um animal morto na parte trasiera do veículo para atrair o leão para fora do parque onde ele vivia com segurança.

Walter Palmer armou uma armadilha para pegar sua presa. Uma mente doentia, psicopata, que gasta seu dinheiro para causar morte e destruição. Imaginem o que o karma desse homem guarda para ele.


Adeus Cecil, sua morte foi uma tragédia que chocou o mundo e não será em vão. Sentiremos saudades de você!


Postar um comentário