29 de mai de 2015

RIP Rebel, o lobo assassinado pela estupidez humana

Se você precisa de mais um motivo para querer ver o fim dos zoológicos, aqui está um: uma dupla de mentecaptos que resolveram procriar para passar seu gene medíocre adiante conseguiram o feito de matar um lobo que estava aprisionado no Menominee Park Zoo in Oshkosh, Wisconsin (EUA).

Os mentecaptos em questão na última sexta-feira deixaram sua pequena cria já dando sinais de ser outro mentecapto entrar em uma área não pública do zoológico. A criança colocou seus dedos pelas barras e foi mordiscado pelo lobo, sem ferimentos.

Apesar da absoluta improbabilidade desse lobo ter raiva, as autoridades locais ordenaram que ele fosse assassinado porque a única forma de saber se o animal tem a doença é com uma biópsia. Tudo isso porque os mentecaptos não queriam que a criança fizesse o tratamento, que é de fato incômodo, mas não tão incômodo quanto ser assassinado. 

O teste voltou do laboratório negativo.

Eu gostaria de saber por que o zoológico não bateu o pé e insistiu que a probabilidade desse animal ter raiva era zero para salvar a vida de um animal saudável. Chamar esse crime de eutanásia é de uma hipocrisia ímpar.

Eu espero que esses pais ao menos aprendam algo com o episódio e que essa criança nunca mais entre em um zoológico. E alguém por favor diga a eles para pararem de procriar.



Postar um comentário