9 de jan de 2015

#jesuischarlie: cartunistas eram amigos dos animais


Eu devo confessar que esse ataque terrorista me deixou com muita raiva. Talvez o fato de o ataque ser naqueles que são algumas das figuras mais simpáticas e excêntricas do nosso imaginário liberal, o cartunista, tenha pesado com força no meu coração.

Agora, através da página do Capitão Paul Watson, eu descobri que os cartunistas John (Cabo) Cabul , Stephanie (Cara) Charbonnier, Bernard (Tignous) Verlhac e Georges Wolinski apoiavam campanhas de direitos animais, o que é uma grande perda para o movimento. Ao todo, 12 pessoas morreram.
Um dia antes da tragédia Charlie Hebdo tinha contribuído uma de suas tiras para a organização ativista L214 que faz campanha pelos direitos animais na França.

A publicação satírica é a única francesa que condena touradas, golfinhos em cativeiro e caça. A revista também publica uma tira semanal pelos direitos dos animais.

Que eles descansem em paz. Esses psicopatas islâmicos não vão conseguir derrubar esse valor essencial que é a liberdade de imprensa. Eles podem ter ferido a França, mas não a intimidou.
Postar um comentário