4 de ago de 2014

Caso do tigre e menino: a esquizofrenia da narrativa midiática


A hipocrisia humana chega a graus sufocantes em casos envolvendo animais. Todo mundo sabe que zoológico é uma invenção sádica onde os animais enlouquecem de tédio, maus tratos e falta de liberdade.

Daí um pai irresponsável, que criou um bully mal criado que não respeita limites, deixa o filho atazanar a vida de um tigre confinado. O tigre se defende do menino e acaba arrancando seu braço.

Comoção nacional.

O infeliz do pai aparece na televisão chorando, fazendo chantagem emocional barata sob os auspícios da Rede Esgoto.

E o que é realmente importante, que é uma discussão sobre a existência absurda de zoológicos, não acontece.

Essas prisões de animais tem que acabar. Expor animais a essa existência absurda e miserável para o entretenimento de gente sem noção como os envolvidos nesse triste episódio é um anacronismo do qual temos que ter vergonha.

Muita vergonha.
Postar um comentário