25 de ago de 2014

Encontro casual com uma atleta vegana

Quando eu estava no Rio recentemente, eu fui a um restaurante chamado BioCarioca que serve uma comida natural deliciosa, com muitas opções veganas. Sentei-me a uma mesa de quatro cadeiras já ocupada por uma moça mas, como é de praxe no disputado metro quadrado de Copacabana, as mesas são compartilhadas. Eu pedi o prato executivo vegano dia e quando o garçom se retirou, a minha companheira de mesa me perguntou se eu era vegano.

Eu disse que sim e ela respondeu que havia se tornado vegana há oito meses, que era atleta profissional e que agora havia criado uma grife de roupas veganas chamada AnimaLibera para ajudar ONGs de proteção animal.

Mais ao final da conversa, minha nova amiga revelou que era jogadora da seleção brasileira de vôlei e que havia sido campeã na Olimpíada de Londres. “Eu sou a Fernandinha do vôlei,” ela disse.

Eu fiquei muito feliz de conhecer uma atleta que estava aproveitando sua reputação como jogadora para ajudar os animais e ainda por cima com uma serenidade ímpar. A conversa fluiu super bem e parecia que nos conhecíamos há anos.

Visite o website da marca e apoie essa idéia. Beijos Fernandinha!

Postar um comentário