14 de jun de 2014

Caçadores matam elefante raro do Quênia


Foi confirmado que Satao, considerado um dos últimos exemplos dos grandes elefantes cujas presas de marfim crescem até chão, foi morto por caçadores. Satao vivia em Tsavo East National Park no Quênia e sua morte foi confirmada após dias de rumores. Satao representa o ápice da espécie, elefantes de grande porte cuja majestosidade ironicamente o torna uma presa atraente para os caçadores que enxergam apenas cifrões nesses animais.

Fonte: Guardian
Postar um comentário