5 de fev de 2014

Jim Jarmusch e seus vampiros veganos


Outro dia assisti o novo filme de um dos meus diretores de cinema favoritos, Jim Jarmusch, que fez filmes que marcaram o cinema independente dos anos 80 como Down By Law e Estranhos no Paraíso

O novo filme se chama Only Lovers Left Alive (sem título em português) e trata-se de um filme de vampiros, mas sem as metáforas batidas de paixão etc. Os vampiros no filme são eruditos e formam um casal apaixonado, fiel e que vivem quietos sem molestar ninguém.

O que eu achei interessante é que de certa forma eles são veganos. Eles não matam para obter sangue porque afinal, “estamos no século XXI”. Eles conseguem sua comida através de um banque de sangue de hospital, para onde, presume-se, o sangue foi doado. E além disso, trata-se de uma forma de evitar o conteúdo tóxico dos humanos contemporâneos, que pode ser letal para os vampiros. Além de veganos, eles querem beber sangue orgânico! 

O termo vegano não é usado no filme, mas me parece que o diretor fez essa referência sutil de forma pensada, o que demonstra como a filosofia vegana se torna um dado cultural cada vez mais abrangente e usado de formas surpreendentes. Recomendo.


Trailer:


Postar um comentário