20 de ago de 2013

O coco está pesado para os burros


Não tem escapatória: onde existe animal trabalhando, existe crueldade. E como não haveria? Animal não pode reclamar de peso, de horas longas, de dores. É um absurdo tão grande colocar um animal para trabalhar quanto colocar uma criança de três anos para pegar no batente.

E no entanto, essa tristeza continua, sem desafios.

O Vista-se publicou uma matéria denunciando o maior produtor de coco do mundo, a Sococo, pelo emprego de eqüinos em suas operações. Basta olhar a foto acima para ver que nenhum animal vai estar feliz carregando tanto peso, sem escolha.

“A Sococo mantém a maior fábrica de derivados de coco do mundo em Alagoas e tem ainda duas outras grandes unidades no Pará. Apenas na fazenda da empresa no município de Maju, no Pará, são explorados cerca de 300 burros que a Sococo chama de “funcionários”, nos textos de seu blog,” escreveu o Vista-se.

Estariam esses burrinhos melhores do que os que trabalham nas cidades com carroceiros? Possivelmente. Mas o que acontece quando eles ficam doentes e velhos? A Sococo paga veterinário e dá aposentadoria?
Eu acredito nisso tanto quanto eu acredito em Papai Noel.

Então meus caros, a recomendação é: boicote essa empresa.
Postar um comentário