6 de mar de 2013

Farra do Boi: boicote Santa Catarina se continuar a inoperância

A Farra do Boi é proibida, mas as autoridades santacatarinenses fazem vista grossa à barbárie. Então vamos fazer vista grossa ao estado e boicotar o turismo do qual Florianópolis tanto depende.


cmich@pm.sc.gov.br,vicegovernador@gvg.sc.gov.br,pge@pge.sc.gov.br,gabs@sea.sc.gov.br, seccasacivil@scc.sc.gov.br,secretario@secom.sc.gov.br, gabsae@sae.sc.gov.br,
san@san.sc.gov.br,assuntosestrategicos@gge.sc.gov.br, sjc@sjc.sc.gov.br,
gabinetesecretario@ssp.sc.gov.br, sed@sed.rct-sc.br, ci@alesc.sc.gov.br,
presidencia@tce.sc.gov.br, tjmail@tj.sc.gov.br, cee@cee.sc.gov.br, ouvidoria@mp.sc.gov.br,
cidado@camara.gov.br, cmtg@pm.sc.gov.br, cme@mp.sc.gov.br,
gabinete@governadorcelsoramos.sc.gov.br,assessordoprefeito@hotmail.com,
imprensa@governadorcelsoramos.sc.gov.br

Sugestão de assunto: Farra do Boicote

Prezados Senhores,

Manifesto meu repúdio à prática cruel, covarde e criminosa que é a Farra do Boi, que suja de sangue o belo estado de Santa Catarina. As notícias vindas de Santa Catarina na Páscoa do ano de 2011, nesta que deveria ser a celebração do renascimento da Luz entre os homens, foram de indignar a qualquer cidadão de bem deste ou de outros países.

No ano de 2012, outra vez esta ilegalidade voltou a acontecer, com a evidente inoperância das autoridades responsáveis.

As notícias chegadas de Governador Celso Ramos são algo que fere a dignidade de um país. A incapacidade da polícia para conter este desvairio de violência nos causa estranheza, a ponto de questionarmos a intensidade e o nível de compromisso dos esforços efetivamente empreendidos, já que este crime acontece a céu aberto.

É inaceitável que um ato tão vergonhoso continue a ser realizado, promovido, e até estimulado, apesar da legislação federal que estabelece sua total proibição, sob qualquer pretexto.

Exijo, portanto, que esta barbárie disfarçada de tradição, seja finalmente banida, e para isso, é vital o envolvimento direto do Governador de Santa de Catarina, autoridades de segurança e demais autoridades públicas estatais e municipais, que têm o dever moral e legal de cumprir a legislação federal, estadual e municipal vigente para que não sejam punidos por prevaricação, conivência ou falta de cumprimento das leis.

E que os animais porventura resgatados sejam convenientemente tratados e enviados a áreas de santuário.

Da mesma forma, exijo que sejam realizadas, imediata e constantemente, ações efetivas para prevenir, educar, conscientizar e evitar definitivamente a realização das Farras do Boi. Além de ações rigorosas e contundentes para reprimir e desmantelar essa prática odiosa, com o envolvimento da Polícia Militar e Polícia Federal, a quem compete investigar e indiciar os organizadores por formação de quadrilha; aplicar multas e punição compatível; apreender veículos que transportarem os animais; lacrar e desapropriar os terrenos que forem usados para essa prática; indiciar por apologia ao crime todos aqueles que usarem os meios de comunicação para divulgar, defender ou incentivar a Farra do Boi; e ainda, indiciar, em todas as esferas penais e cíveis, aqueles que intimidarem, com ameaças, represálias ou danos ao patrimônio, os cidadãos que denunciarem as Farras do Boi, como ocorre sistematicamente em todo o estado.

Ante o exposto, solicito que as autoridades façam cumprir a lei. E que os fatos registrados nos últimos dias sejam averiguados, punidos e JAMAIS voltem a se repetir.

Na verdade, mais do que isso, como cidadão contribuinte com seus impostos, e tendo eleito com meu voto os senhores deputados, vereadores e Governador, EXIJO o imediato e correto cumprimento da Lei.
Nossa Constituição é muita clara em seu artigo 225, parágrafo 1o, inciso VII, ao definir como uma atribuição do Estado o combate aos maus-tratos e à crueldade impostos aos animais.

Até lá, está mantido o boicote ao turismo no Estado.

Atenciosamente,

(seu nome, cidade)
Postar um comentário