6 de jan de 2013

Testes com animais: Uma perversidade humana

A perversidade humana realmente não tem limites. O próprio artigo reconhece que o problema é causado pelo ser humano – “uma triste invenção do homem moderno, por assim dizer, associada à má alimentação, ao sedentarismo e outros fatores de risco que aumentam a quantidade de colesterol circulante no sangue” - e no entanto ao invés de se educar as pessoas para mudarem o estilo de vida, eles criam animais com o intuito de torturá-los para uma pesquisa fútil. Teste nestas pessoas sedentárias e gulosas, que obviamente já fizeram de seu corpo um campo de experimento mórbido. (Testes com animais: Uma perversidade humana)
Postar um comentário