9 de jan de 2013

Assassino do cão Lobo recebe multa e penalidade

Claudio Cesar Messias, assassino do Lobo
Saiu hoje na imprensa a notícia da penalidade aplicada ao assassino do cão Lobo, Claudio Cesar Messias. Messias arrastou o animal com um carro por seis quadras em Piracicaba (SP), levando a uma amputação das patas e, por fim, óbito.

Segundo Segundo informações do portal G1, o juiz Ettore Geraldo Avolio determinou uma multa de R$ 9.810 e a prestação de 200 horas de serviços à comunidade no canil municipal, o que eu não sei se será uma boa idéia – espero que ele não tenha contato com os animais lá. O assassino disse que vai recorrer.

O crime aconteceu no dia 02 de novembro de 2011 e chocou o Brasil, levando a uma campanha chamada Lei Lobo e desencadeando o movimento Crueldade Nunca Mais. A presidente da ONG Vira Lata Vira Vida, baseada na cidade do acontecimento, disse que o resultado do processo foi satisfatório. E
considerando a tendência à impunidade neste país, que transformou o Brasil em um paraíso para criminosos, ela infelizmente está certa.

Eu digo infelizmente porque eu acredito que quem mata merece prisão. Se o crime for planejado, com certeza merece prisão perpétua. Eu não consigo entender o raciocínio da lei brasileira que concede liberdade a psicopatas e mantem por anos na cadeia jovens que se envolvem em tráfico de drogas ou crimes pequenos por influência do meio em que vivem. Existe um desequilíbrio e uma falta de prioridade assustadora no nosso sistema criminalista. No caso de crimes contra animais não-humanos, a ausência de leis que correspondem a crueldade dos crimes choca tanto quanto os próprios delitos.

Eu espero que realmente a morte de Lobo não tenha sido em vão. O seu sofrimento foi muito grande para não deixar um saldo positivo para outros animais. Isso seria um outro crime.

Fonte: G1
Postar um comentário