24 de nov de 2012

21 mil marrecos serão exterminados pela indústria de exploração animal, em SC

Um massacre está prestes a acontecer na cidade de Apiúna, no Vale do Itajaí em Santa Catarina. Cerca de 21 mil marrecos devem ser sacrificados por falta de ração para os animais. Criadores receberam o alimento na tarde de terça-feira (20), mas aparentemente não foi suficiente. A crise no setor atinge nove produtores do município, segundo informações do G1.

Os animais estão passando fome e isso faz com que eles fiquem estressados e cometam canibalismo. As autoridades estão sendo mobilizadas na tentativa de evitar prejuízos, mas obviamente todos permanecem indiferentes ao problema real aqui que é a agricultura animal.

Criar animais para serem consumidos como produtos é um sistema cruel e arriscado de obter nutrição. Ficar sem tinta para uma impressora é uma coisa, mas ficar sem comida para animais realmente é inacreditável. A falta de responsabilidade e ética aqui são flagrantes.

Mas o que esperar de quem ganha a vida com a dor e morte alheia?

Se você fica horrorizado com essa história e outras semelhantes, torne-se vegano. É a ação mais eficaz contra o holocausto animal.

Postar um comentário