15 de ago de 2012

Los Angeles quer proibir venda de pets de criadores


A cidade de Los Angeles nos Estados Unidos estuda a possibilidade de proibir pet shops de vender cães, gatos e coelhos que foram obtidos de alguma fonte que não seja um abrigo de animais ou grupo de resgate. Se a cidade fizer isso, ela vai estar dando um passo enorme para erradicar a indigência animal.


O jornal Los Angeles Times apoiou a idéia em um editorial que diz que a impossibilidade de regular a indústria e a falta de cuidado com os animais nas fábricas de filhotes justifica a proibição, que seria instituída por três anos e depois revisada.

Outras cidades americanas que têm proibido a venda de pets de criadores incluem Albuquerque em Novo Mexico e South Lake Tahoe, California. Outras cidades na Florida, Novo Mexico e Missouri estudam a possibilidade.
Esse certamente e o caminho. O efeito de adoções e castrações e minimazado por essa industria fetichista que enfatiza raças e consumo ao invés da verdadeira troca de amor e compaixão entre humanos e não-humanos. Não há como regular essa industria, e isso nem e desejável. Criar animais para vender e tão moralmente deplorável como explorar trabalho escravo humano.


Fonte: PETA
Postar um comentário