19 de jul de 2012

Martina Navratilova se junta à luta contra charretes em Nova Iorque


É fato conhecido que especismo, homofobia e misoginismo andam de mãos dadas. Um recente vídeo mostra um condutor de charretes de Nova Iorque abusando verbalmente um grupo de mulheres, o que não é de se estranhar considerando que eles ganham suas vidas com o suor e a tristeza de outros animais. O condutor usou termos racistas e homofóbicos para ofender as mulheres.


O incidente aconteceu durante o fim de semana do orgulho gay quando um grupo de mulheres distribuia panfletos contra a exploração de animais por essa indústria anacrônica. Em resposta ao incidente, a tenista Martina Navrativola, uma veterana da defesa animal e vegana, além de ícone do movimento gay, escreveu para o poder legislativo de Nova Iorque pedindo que eles mudem sua posição em relação às charretes e proíbam esse negócio barbárico.

“Como esse vídeo odioso e preconceituoso mostra, essa indústria está parada no século XIX. Vamos em direção a um futuro civilizado,” escreveu Martina.


Video:
Postar um comentário