15 de abr de 2012

Os Girassóis - Poema de Mary Oliver

Tradução livre de Lobo Pasolini do poema The Sunflowers

Venha comigo
Para o campo de girassóis.
Suas faces são discos brunidos,
suas colunas secas

rangem como mastros de navio,
suas folhas verdes,
tão pesadas e tantas,
preenchem o dia com



os açúcares pegajosos do sol.
Venha comigo
visitar os girassóis,
eles são tímidos

mas querem ser amigos;
eles têm histórias maravilhosas
de quando eles eram jovens –
o tempo importante

os corvos perambulantes.
Não tenha medo
de fazer perguntas a eles!
Suas faces luminosas,

que seguem o sol,
ouvirão, e todas
aquelas fileiras de sementes -
cada uma uma nova vida!

esperança de uma amizade mais íntima;
cada um deles, embora em
uma multidão de muitos,
como um universo separado,

é solitário, o trabalho longo
de transformar suas vidas
em uma celebração
não é fácil. Venha

e vamos falar com aqueles rostos modestos,
as roupas simples de suas folhas,
as raízes ásperas na terra
queimando tão eretamente.
Postar um comentário