22 de fev de 2012

Homem é despedido por alimentar gatos, nos Estados Unidos

Larry Otaviani foi despedido de uma unidade de engarrafamento de 7UP, uma marca de refrigerantes do grupo Pepsi, por ter alimentado gatos que viviam em torno da unidade em Sacramento, Califórnia. A intenção de Larry era capturar os felinos para castrá-los e devolvê-los à suas colônias, uma medida conhecida nos Estados Unidos como Trap Neuter Return (TNR). 

Larry admite que a empresa o avisou que ele não poderia fazer isso por questões de higiene, mas movido por sua compaixão pelos animais ele continuou a fazê-lo. Ele agora vive de seguro desemprego que ele usa para manter alguns dos gatos que resgatou e seu filho epilético. 

Segundo o website ativista Change.org, que criou uma petição pedindo que a empresa devolva o emprego a Larry, a 7-Up quebrou a lei ao remover os animais depois de despedir Larry e mentiu ao dizer que os levou para um local chamado Rio Linda Animal Preserve, que na verdade não existe. “Simplesmente jogar os animais em um local aleatório não é a solução segura para relocar gatos,”, diz o texto da petição. 

O que Larry fez foi a solução ideal para o problema dos gatos que a 7-Up teria que enfrentar de uma maneira ou outra. Ao invés de apoiar logisticamento o funcionário, a empresa preferiu simplesmente condená-lo.  

Postar um comentário