15 de jan de 2012

Projeto de tortura de animais suspenso na Malásia

Grupos pelos direitos dos animais derrubaram o plano da companhia indiana Vivo Bio Tech de construir um laboratório de testes em animais de 140 milhões de dólares para testes pré-clínicos na Malásia. 

Dizendo que o projeto irá causar “sofrimento imenso, miséria e morte, infligidos a milhares de animais”, ativistas alertaram que também facilitaria o tráfico de macacos retirados da natureza com a Malásia. Uma cooperativa de vários grupos pelos animais persuadiu a Malásia a parar de construir o laboratório, já que o país não tem nenhuma lei a regulando o uso de animais em pesquisas. 

“A cooperativa se opõe à construção das instalações tanto por razões éticas quanto por falta de valor médico do uso de animais em testes”, disseram os grupos de direitos animais numa conferência aberta. Christine Chin, porta-voz do grupo, disse que a criação de um laboratório ao sul da Malacca poderia acabar com a reputação da Malásia. 

“Estamos convocando grupos pelos animais ao redor do mundo para nos unirmos e lutar para que o governo da Malásia não aceite tal proposta, que além de infligir sofrimento e morte a vários animais, irá sem dúvidas ter um impacto negativo e deteriorado da imagem que se tem da Malásia pelo mundo.” 

A cooperativa inclui a Sociedade de Prevenção à Crueldade com Animais de Selangor, Friends of Earth Malaysia, a União Britânica para a Abolição da Vivissecção e a Coalisão Europeia pelo Fim da Experimentação Animal.

Postar um comentário