2 de dez de 2011

Rave realizada em delfinário mata golfinhos, na Suiça

Change.org tem uma campanha que pede o fechamento do último delfinário na Suíca. A campanha foi motivada pela morte de dois golfinhos, Shadow e Chelmers, que viviam em Connyland na cidade de Lipperswil. 

Em princípio a suspeita era de que os animais haviam morrido em decorrência do ruído ensurdecedor que durou dois dias e que aconteceu a poucos metros de onde os animais estavam, apesar dos avisos de ativistas que a festa faria mal aos animais. 

Eles registraram níveis de ruído que passaram de 100 decibéis fora do parque, dentro da zona de escuta dos golfinhos. Agora surgiu uma nova suspeita para a causa da morte dos animais: que eles tenham sido drogados e envenenados pelos participantes da rave.

Embora os relatórios iniciais dissessem que apenas um golfinho (Shadow) tivesse morrido após a rave, novos relatórios dizem que um outro golfinho (Chelmers) também foi encontrado morto. 

Novas investigações sugerem que os golfinhos possam ter sido drogados. Shadow morreu logo após o evento mas Chelmers sofreu uma morte lenta e dolorosa que durou dois dias. A taxa de mortes no delfinário de Connyland não é conhecida, nem a de seu show itinerante. 

No verão de 2000 dois filhotes morreram após o parto. Controvérsia acerca das condições de Connyland resurgiram depois da morte de Gecko, de 14 anos, o que reacendeu pedidos pelo fechamento do parque. O local foi acusado de violar o código suíço de bem estar animal. 

Em 2003, Connyland havia tido 36 golfinhos, 24 dos quais haviam morrido ou seu destino era desconhecido. Um caso aberto em 2010 contra o parque em relação ao bem estar dos animais continua pendente. 

Shadow e Chelmers são o sétimo e oitavo golfinhos a morrer em Connyland nos últimos três anos. 

Siga o link para assinar a petição. 

Postar um comentário