4 de out de 2011

Occupy Wall Street contem elemento vegano


O mais novo movimento social organizado através da mídias sociais é Occupy Wall Street, que usa a hashtag #occupywallstreet para se comunicar pelo Twitter. 


O movimento é um grito contra a exploração dos mercados financeiros que vivem em um sistema de impunidade, concentrando a riqueza do mundo nos bolsos de 1% da população. 

O movimento começou no dia 17 de setembro e consiste de um cerco na área de bolsa de valores de Nova Iorque (Wall Street), o centro e símbolo financeiro do mundo. 

Os manifestantes já contam com o apoio de nomes ilustres como o professor de economia da Columbia University, que recebeu o prêmio Nobel em economia em 2011. 

Ele criticou o governo americano por não monitorar os mercados financeiros durante a crise global de 2008. 

De um ponto de vista vegano, qualquer movimento que repense o a exploração de humanos e da natureza é muito bem-vindo. Mas nesse caso, uma referência explícita a exploração animal foi feita na Declaração de Ocupação de Nova Iorque:

“Eles lucraram com a tortura, confinamento e tratamento cruel de inúmeros animais não-humanos, e ativamente escondem essas práticas.”

O fato desses ativistas terem incluído a agricultura animal em seu manifesto demonstra o quanto o movimento já permeia os movimentos de justiça social. Hoje em dia está cada vez mais claro para todos que exploração é exploração, independente da vítima, e que todos fazemos parte de seu ciclo.

Postar um comentário