17 de out de 2011

Médico de Michael Jackson testou Propofol em animais


Dr. Conrad Murray, que é acusado de ter causado a morte de Michael Jackson, está na mira da PETA (Pessoas Pelo Tratamento Ético dos Animais) depois que transpareceu que seu time de defesa testou o anestésico Propofol em beagles. A revelação foi feita como parte da defesa do médico. 


 “O Dr. Conrad Murray e seu time deveriam ser presos por esse crime. Envenenar e matar cães não vai mudar o que já se sabe sobre Propofol – seus riscos são muito bem documentados”, disse a presidente da PETA Ingrid Newkirk. 

Segundo o website Radar, uma fonte próxima do médico disse o teste foi feito em beagles para determinar o quanto de Propofol poderia ser usado oralmente para causar a morte. O estudo envolveu mais do que dois cães, a fonte revelou e não pode afirmar o certo se os animais morreram. 

Michael Jackson certamente teria ficado horrorizado com essa revelação, a PETA disse. “Trata-se de uma tentativa cruel de arrastar ainda mais o julgamento e confundir o júri, acrescentando mais vítimas a este caso triste”, a organização disse. 

  Fonte: Radar

Postar um comentário