9 de ago de 2011

Tortura de elefantes na Ásia


Eu me lembro a primeira vez que eu ouvi a expressão ‘break a horse’ – literalmente ‘quebrar um cavalo’. É uma expressão forte, que chama a atenção. Ela alude ao treinamento pesado de cavalos para que eles se submetam ao domínio humano. O que é quebrado neste caso é o espírito do animal. E hoje por acaso eu descobri que existe também a expressão ‘quebrar um elefante’ e ela alude exatamente a mesma coisa. 

O fotojornalista Brent Lewin se emaranhou pelas florestas de Bruma para fotografar o ‘treinamento de elefantes’ naquela região da Ásia, onde os elefantes são capturados e escravizados ilegalmente. Depois de muita pesquisa, ele conseguiu descobrir um grupo que estava para treinar um filhote de elefante. 

Ele descreve a cena da seguinte maneira:

“A mãe do elefante jovem estava amarrada próximo do dispositivo de treinamento e ficou muito agitada quando ela viu o que estava para acontecer. Eu nunca ouvi um elefante gritar daquela forma antes. Parecia que o chão balançava. Ela conseguiu quebrar a corrente e veio em nossa direção. Os mahouts (condutores de elefantes) assustaram a mãe-elefante e a subjugaram. Eles a amarraram e começaram a treinar seu bebê. O bebê elefantes estava aterrorizado e começou a chorar. A maior dificuldade que eu tive foi não poder por um fim àquilo. Chegou um ponto em que o elefante simplesmente se conformou com o que estava acontecendo com ele e ficou parado. A vida em seus olhos desapareceu. Esse olhar me marcou.” 

Esses elefantes são usados pela indústria do turismo na Tailândia. Segundo o fotógrafo essa é uma técnica tradicional e muito comum que pode variar em termos de nível de violência. Havia um tempo em que os estrangeiros poderiam assistir um treinamento de elefante na Tailândia mas algumas imagens negativas começaram a emergir e agora é praticamente impossível para um estrangeiro ver isso. 

Essa foto é muito forte. Fica claro que o bebê elefante sabe da dor que está por vir e se prepara psicologicamente para ela. Como um grupo de pessoas tem coragem de fazer isso, eu não sei. Eu realmente não tenho a capacidade de compreender como o ser humano pode ser tão cruel e infelizmente somente me ocorrem pensamentos negativos em relação a essas pessoas. Não consigo evitar.
Postar um comentário