18 de jul de 2011

Protetora flagra o sofrimento de porcos em frente a um matadouro em Toronto, no Canadá

Se isso acontece por lá imagine o que acontece por aqui.


Teresa, uma moradora de Toronto, no Canadá, notou que os porcos que esperavam pelo abate estavam muito desidratados e feridos dentro de um caminhão.

Quando ela entrou no frigorifico para pedir que eles fizessem algo para aliviar a agonia dos animais, eles pediram que ela se retirasse. Ela recorreu então às redes sociais e ONGs.

Eles encontraram um caminhão no local – Teresa havia visto três- e um alerta foi criado através da WSPA local e Toronto Pig Save, que promove o veganismo.

Imaginem quantas cenas como essas acontecem longe dos nossos olhares, quantos animais pelo mundo afora gritam em desespero de calor, de fome e de dor em sua longa e árdua jornada até o matadouro? Será que o chamado abate humanitário cobre essa parte do processo de transformação de uma vida em ‘commodity’? Será?

Ser vegano é a única forma de não compactuar com essa tortura legalizada.

Fonte: Rabble.ca
Postar um comentário