24 de jul de 2011

A consequência da mudança climática para os ursos polares

Esse tipo de notícia é realmente de cortar o coração. As emissões de carbono continuam subindo e no Brasil o governo acha maravilhoso termos mais petróleo para explorar (com o pré-sal). Enquanto isso os animais em regiões mais sensíveis pagam um preço alto. Uma ursa polar nadou 687 km em linha reta, a mesma distância de Boston até Washington DC, sendo assim a maior distância já percorrida registrada. Infelizmente, a razão de tanto esforço nas águas geladas do Mar de Beaufort, ao norte do Alasca, é o aquecimento global, que levou ao encolhimento do gelo do mar. A ursa teve que nadar esta longa distância para que pudesse chegar à terra, segundo informou a Care2. (Aquecimento global leva urso a nadar durante 9 dias em busca de abrigo)
Postar um comentário