3 de fev de 2011

‘Imposto climático’ para carne e leite pode resultar em menos gases do efeito estufa

Uma espécie de “imposto climático” de 60 euros por tonelada de CO2 aplicado na produção de carne e leite poderia reduzir as emissões de gases causados do efeito estufa dos países europeus em cerca de 7%. Se a terra disponível fosse usada para a produção bioenergia, a diminuição poderia ser até 6 vezes maior. Isso é o que aponta um estudo de pesquisados da Universidade de Gothenburge, na Suécia, em artigo publicado no jornal científico Climatic Change. (Imposto climático’ para carne e leite pode resultar em menos gases do efeito estufa)

Compartilhe essa postagem
Postar um comentário