5 de out de 2010

Cresce a esperança por um fim das fazendas de ursos na Coréia do Sul

Fonte: WSPA
A Sociedade Mundial de Proteção Animal WSPA), uma ONG baseada em Londres com capítulos em vários países do mundo, inclusive o Brasil, anunciou na semana passada que em decorrência da discussão de um projeto de lei na assembléia nacional da Coréia do Sul, de autoria do parlamentar Hong Heedeok, as fazendas de ursos naquele país poderão acabar.

Mais de 1.400 ursos atualmente vivem cativos em fazendas no país asiático. Eles são mantidos em condições horríveis até chegar 10 anos de idade, quando então são mortos pela sua bile. Extrair bile de animais vivos, como é feito em alguns outros lugares, é ilegal na Coréia do Sul.

“As condições em que eles são mantidos tem um impacto terrível no bem-estar psicológico e físico dos animais”, a WSPA disse. “Nós já vimos animais andando no mesmo lugar em suas pequenas celas, algumas vezes com feridas graves, machucados e muito estressados.”

A ONG diz que cerca de 10 mil pessoas enviaram uma carta modelo para as autoridades coreanas. O projeto de lei vai ser considerado pelo comitê ambiental e de trabalho, e por outros ministérios relevantes. Se ela conseguir apoio suficiente, existe a possibilidade que essas fazendas se tornem ilegais até o final de 2010, efetivamente pondo um fim à esta indústria cruel.

Compartilhe essa postagem
Postar um comentário