29 de ago de 2010

Lula assina contrato para a construção da usina de Belo Monte

Ignorando os protestos de populações indígenas e ambientalistas, o presidente Lula assinou o contrato para a construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Xingú.

A usina vai ser um desastre ambiental, que vai aniquilar o rio Xingú e aqueles que dependem dele para viver, humanos e não-humanos.

O ex-secretário de meio ambiente de São Paulo, Walter Coronado Antunes, descreveu o projeto como o "pior projeto de engenharia da história de represas hidrelétricas do Brasil e talvez do mundo".

Ativistas descrevem a iniciativa do governo Lula como uma afronta à convenção dos direitos humanos, à lei  e Constituição brasileiras.

Segundo a ONG de direitos de povos tribais, Survival International, uma forte mobilização da parte dos Índios irá acontecer. Eles disseram que o rio se transformará em um rio de sangue.


Compartilhe essa postagem
Postar um comentário