8 de jul de 2010

Qual o destino dos cães do goleiro Bruno?

Quem assistiu ao Jornal Nacional de ontem, que dedicou quase metade da edição para um crime envolvendo o goleiro Bruno, do Flamengo, supostamente ligado ao desaparecimento de Elisa Samudio, viu uma cena preocupante: em uma das batidas em busca do corpo da desaparecida, 11 cães ‘de guarda’ foram retirados de uma casa.

Foi uma cena agressiva, os cães tratados como marginais, como se tivessem culpa de estar presos onde estavam, sendo explorados para ser agressivos. Os animais foram levados para o CCZ de Belo Horizonte.

Por isso fazemos um apelo para as autoridades para tratar esses animais com dignidade e respeitar seu direito à vida. Casos eles sejam realmente agressivos, com certeza eles podem ser reabilitados e colocados em novos lares. Esta é a forma civilizada de agir.

Protetores de Belo Horizonte, por favor mobilizem-se em torno dessas 11 vítimas da exploração humana que infelizmente não são providas pela lei como deveriam ser.

Compartilhe essa postagem
Postar um comentário