16 de jul de 2010

Cavalo “Queimadinho” recupera-se, aos poucos, dos traumas da agressão

Conforme noticiado na ANDA, no dia 4 de abril um simpático pangaré, nome dado aos cavalos sem raça definida, de 4 anos pastava no terreno do seu tutor quando foi vitima de uma ação covarde e extremamente cruel. O suspeito é um adolescente de 16 anos que, ao voltar para casa após uma festa, teria ateado fogo no animal que pastava em um terreno em Belford Roxo, bairro da Baixada Fluminense no Rio de Janeiro. (Ler mais+)

Compartilhe essa postagem
Postar um comentário