19 de abr de 2010

Cães abandonados no Japão encaram a morte por gás

Fonte: Reuters

Esse artigo da BBC confirma para mim que uma relação ética com os animais nem sempre está ligada ao nível de desenvolvimento do país. O Japão é um país super tecnológico, com pouca violência e muita organização. Porém quando se trata de cães, a mentalidade é a mesma: egoísmo, negligência e frieza. Essa matéria diz que 90% dos cães abandonados são “destruídos”, o eufemismo da BBC para assassinados.

Em uma municipalidade, eles são mortos em uma câmera de gás móvel a caminhão do crematório. Os japoneses não gostam de adotar porque eles não gostam nada de “segunda mão”. A única nota positiva dessa matéria é que algumas pessoas estão mudando esse paradigma e adotando animais abandonados.

A pergunta: se existe esse problema, por que então não se proíbe a criação de animais? Essa matança é conseqüência do boom em pets, um hábito que se espalha pelo mundo com conseqüências letais para os animais. Animal em casa? Só adotado. E devidamente castrado.

A Reuters também tem uma estória sobre o tema, com muitas fotos (em inglês)




Compartilhe essa postagem

Postar um comentário