31 de mar de 2010

Julgamento de agressor de égua ganha atenção nacional nos Estados Unidos

Tony Meyers, morador de Louisiana, nos Estados Unidos, adquiriu uma pequena égua e tentou colocá-la em seu trailer. Mas ela estava com medo de entrar. E então, o que ele fez? Começou a bater freneticamente em seu rosto, bater em seus ossos e ao redor dos olhos. E a tortura continuou. O cabresto que ela estava usando foi enrolado em arame farpado e ela foi amarrada na traseira do trailer e arrastada. O motorista então desengatou o trailer e o carro passou por cima da égua. Prendendo-a no lugar, Meyer atirou no rosto da égua indefesa.

Moradores encontraram-na quase sem vida, mas um abrigo do controle de animais de Louisiana, um veterinário que tratou dela e voluntários de uma organização do Texas em prol dos cavalos nunca desistiram. Em dez dias, a pequena égua pôde ir para o lar adotivo de Debbie Pendleton, onde seria reabilitada e amada.



Compartilhe essa postagem

Postar um comentário