28 de mar de 2010

Colônia de coelhos de Berlim é tema de documentário político

Essa postagem deveria ter pegado carona com o Oscar algumas semanas atrás, mas apesar do atraso vale a pena mencionar esse filme, que foi um dos candidatos na última edição da festa, na categoria documentário (e perdeu para The Cove). Rabbit à la Berlin, de Bartosz Konopka, não é exatamente um filme de direitos animais, mas mescla história política com o destino de um grupo de coelhos de uma forma bem instigante.

O filme conta a estória dos coelhos selvagens que durante 28 anos viveram entre os muros de Berlim. A chamada Zona de Morte transformou-se para eles em um lar seguro: cheia de grama, sem predadores e protegidos pela guarda que os mantinha livres de perturbação humana. Seu espaço era limitado, mas eles eram felizes. Porém, quando o muro caiu em 1989, os coelhos perderam essa zona de conforto. Seus números diminuíram e hoje algumas colônias vivem em Berlim Ocidental, tendo que viver no ‘mundo livre’ da chamada democracia, com mais espaço, mais liberdade e muito mais perigo..

Os diretores usam a história dos coelhos como uma metáfora do que aconteceu com os habitantes humanos de Berlim Oriental e o filme tem atraído muitos elogios pela sua construção narrativa e originalidade de pensamento. O trailer abaixo realmente dá vontade de ver esse filme.










Compartilhe essa postagem

Postar um comentário