22 de mar de 2010

Cães com depressão: este não é um mundo cão

Uma matéria no Times de hoje chama a atenção para o fato de que muitos americanos tem dado remédio de depressão para cães. Eu não vou nem comentar sobre isso de tão surreal que é. Prefiro perguntar: é de se surpreender de que os animais domesticados estejam, ou melhor, em geral sejam tristes? Na melhor das hipóteses, um cão ganha uma caminhada de manhã e outra de noite, alguém brinca com ele um pouco e ele come bem. Mas vamos ser sincero: isso é vida para um animal adulto? Ser tratado como um inválido por toda a sua vida?


Nós devemos abolir a idéia de que as pessoas devam ter animais de estimação simplesmente porque elas querem ter um. O que obviamente quer dizer que até que isso aconteça, devemos adotar os animais abandonados (vítimas dessa mentalidade que os trata como criaturas descartáveis) e dar a eles o que podemos dar: atenção, amor, casa e comida. Mas na prisão moderna que construímos para nós mesmos será que existe a chance de felicidade para um animal dependente de uma outra espécie que em geral não trata muito bem aqueles que dela dependem? Muito pouca. A quantidade de animais abandonados ou que vivem confinados sozinhos em apartamentos e quintais ilustra o que eu quero dizer.

Eu digo isso por observação: eu sou guardião de um cão que salvei da morte e o amo de paixão. Mas eu sei que ele depende completamente de mim, que ele passa a maior parte do tempo fazendo nada e esperando que eu faça algo por ele. Nós passeamos cerca de duas horas por dia, eu lhe dou mais atenção que a maioria dos cães recebe e o cubro de carinho todo o tempo. Mas ainda assim eu não acho que a vida dele é ideal porque lhe falta a coisa mais importante: a liberdade e a autonomia. E essa eu infelizmente não posso lhe dar sem colocar sua vida em risco.

Pensem nisso. A famosa simbiose entre cães e humanas serviu apenas para retirar esses animais de seus habitats, criar uma superpopulação insustentável e uma espécie infantilizada. Isso não é vegano. Mas enquanto eles precisarem de mim, eles poderão contar comigo porque nós devemos isso a eles.

Adotar sempre, comprar e deixá-los procriar jamais.





Compartilhe essa postagem

Postar um comentário