4 de fev de 2010

Vegetarianismo cresce na Mongólia

O website do Christian Science Monitor traz uma matéria sobre o recente crescimento do vegetarianismo na Mongólia, tradicionalmente um grande consumidor de carne, onde a proporção da população de animais explorados para esse fim em relação aos animais humanos é de 14 por 1.

Ananda’s Café, o primeiro restaurante vegetariano no país, abriu em 2006. Hoje existem mais de 20 restaurantes vegetarianos e veganos na capital Ulan Bator e alguns outros espalhados pelo país. Ananda’s lançou um serviço de fornecimento de comida e a rede de supermercados Luna Blanca vende produtos vegetarianos.

Os donos dos restaurantes são em sua maioria Mongóis Cristãos e de movimentos influenciados pelo budismo que promovem o vegetarianismo.

Segundo Solongo, uma ex-médica assistente das Nações Unidas, existem cerca de 30 ou 40 mil vegetarianos no país, ou 1% da população. Nos Estados Unidos esse número é 3%. Mais contato comercial com a Rússia e China e acesso à internete têm aumentado a disponibilidade de informação sobre comida e nutrição, ela diz.

Fonte: Christian Science Monitor




Compartilhe essa postagem

Postar um comentário