25 de fev de 2010

Organizações de proteção dos animais e Ibama resgatam última leoa confinada em circo no ES


Ativistas dos direitos dos animais e agentes do Ibama resgataram na última quarta-feira, 24, no município capixaba de Jerônimo Monteiro (200 km de Vitória), a última leoa confinada em circo no Espírito Santo. A utilização de animais em circos no estado foi proibida no dia 21 de janeiro pela lei 9.399, que sancionou projeto do deputado estadual Dr. Hércules Silveira.

A leoa Jade viveu durante 16 anos presa em uma jaula de 3 m². O animal apresenta o canino superior direito quebrado e a ponta da cauda cortada. As garras, inacreditavelmente, estavam intactas, uma surpresa quando se sabe que o procedimento padrão dos circos é arrancar cruelmente as garras dos grandes felinos sem qualquer anestésico, geralmente a alicate.

O trabalho de resgate de Jade foi coordenado pelos escritórios de Vitória e Cachoeiro de Itapemirim do Ibama, Santuário Terra de Gaia e Forum Capixaba em Defesa dos Direitos e do Bem Estar dos Animais (Foca), com apoio do deputado estadual Dr. Hércules. A operação foi acompanhada pelo professor de anatomia e zoologia da Universidade de Vila Velha (UVV), João Rossi, que também é diretor científico da Associação Brasileira de Veterinários de Animais Selvagens (Abravas).

Jade foi levada para o Santuário Terra de Gaia, localizado em Guarapari (40 km de Vitória), onde foi rebatizada de Gaia. Pela mitologia grega Gaia é a deusa mãe primordial, uma das primeiras divindades a habitar o Olimpo, geradora de todos os deuses, a deusa-terra. O Santuário é o primeiro do Espírito Santo a abrigar espécies vítimas de maus tratos.

No Santuário, Gaia dividirá no Santuário um recinto de 350 m² com a leoa Malamala, resgatada de um circo em outubro do ano passado. A construção do recinto tem sido totalmente financiada com doação de pessoas físicas e de diversos empresários, articulados pelo deputado estadual Hércules Silveira.

Os recursos, no entanto, ainda não foram suficientes para cobrir os custos das obras. Segundo cálculos dos coordenadores do Santuário pelo menos R$ 4 mil encontram-se, ainda, em aberto.

Os interessados em fazer doações deverão entrar em contato com as seguintes pessoas:

Antonino Antonioli, coordenador pelo Santuário. Tel.: (27) 9989 0874

Maninho Pacheco, articulador do Santuário. Tel.: (27) 8131 5599

Veja quem já doou para as obras do recinto de grandes felinos do Santuário Terra de Gaia:


Deputado Dr. Hércules R$ 5 mil

Fibra Celulose S/A Doação de toras tratadas de eucalipto

Frigorífico Zucolloto Alimentação permanente dos felinos

Ilha Azul Corretora de Seguros R$ 2 mil

Instituto Orca/Foca R$ 500,00

Perfil Alumínios Ltda R$ 3,5 mil

Pinter Material de Construção Doação de 5 mil blocos de concreto

WSPA R$ 1 mil


Histórico


O resgate de Gaia encerra a operação de resgate de animais de circos “Rompendo as Jaulas”, iniciada em março de 2007, com a apreensão do Simba. O animal era mantido há 13 anos em uma jaula no frigorífico desativado Frimacal, em Itanguá, Cariacica e foi transferido para o Santuário Rancho dos Gnomos, em Cotia, São Paulo.


No dia 13 de agosto do ano passado a operação “Rompendo as Jaulas” desencadeia sua segunda operação, resgatando na cidade de Alfredo Chaves a leoa Sarita (9 anos) e suas crias Carol (4 anos) e Chimarrão (9 anos). Eles viviam confinados em duas jaulas medindo cerca de 7 metros quadrados cada no circo Rostok. Os animais foram transferidos para o Santuário Projeto GAP (Grandes Primatas), em Sorocaba, São Paulo.


A terceira operação “Rompendo as Jaulas” aconteceria no dia 6 de outubro com o resgate da leoa Xuxa e do avestruz Amigão. Xuxa era mantida em cativeiro pelo circo Bem-Hur há seis anos. Xuxa e Amigão foram os primeiros animais do Santuário Terra de Gaia. Assim que chegou em sua moradia definitiva Xuxa foi rebatizada de Malamala, nome de um dos mais antigos parques naturais africanos, localizado na África do Sul.

O resgate de Gaia encerra a quarta e última iniciativa da operação “Rompendo as Jaulas”, em defesa de animais vítimas de maus tratos em circos. Ativistas do Forum Capixaba em Defesa dos Direitos e do Bem Estar dos Animais (Foca) tem a informação da existência de, pelo menos, um outro leão mantido em cativeiro no estado e que também será resgatado nos próximos meses.



Compartilhe essa postagem

Postar um comentário