3 de fev de 2010

Carnaval fora de sintonia

Justamente no estado do Espírito Santo, o último a se juntar à lista de regiões no Brasil que deixaram a compaixão falar mais alto ao abolir a presença e permanência de circos que escravizam animais, uma escola de samba vai associar circos com animais.

Segundo notícia publicada por publicação regional de Cachoeiro do Itapemirim, a escola Acadêmicos do Samba União vai homenagear o universo circense na avenida. Até aí tudo bem. Mas a matéria diz que entre as várias referências ao mundo sob lona, haverão foliões fantasiados de animais.

Circo não tem nada que ver com animais e sim com a habilidade humana de entreter. O tempo em que circos eram associados com leão e domador, elefante executando movimentos degradantes e tigre pulando entre um arco de fogo, é reminiscente de um passado triste e equivocado, cuja herança está gradativamente, porém progressivamente, sendo obliterada.

Ainda há tempo para a Acadêmicos do Samba União fazer bonito e abandonar essa idéia tola.




Compartilhe essa postagem

Postar um comentário