23 de dez de 2009

ONG inglesa liberta ‘último’ urso dançante na Índia

Essa chamada ‘tradição’ consistia em remover os dentes dos ursos preguiça que eram então controlados por uma corda inserida em suas fuças.

E agora, pelo menos na Índia, essa crueldade parece ter chegado ao fim, com o resgate do último urso nas mãos de um kalandar, como eram conhecidos os homens que dominavam os ursos dançantes. O urso de quatro anos se junto a 600 outros em dos santuários na Índia que cuidam de animais selvagens.

Alan Knight (foto), o diretor executivo da International Animal Rescue (IAR), a ONG que orquestrou a longa campanha para salvar esses ursos, disse que em todos os seus anos trabalhando pelo bem estar animal ele nunca tinha participado de uma estória de tamanho sucesso.

"Transformar a vida de centenas de ursos cativos é maravilhoso em si – mas por um fim à essa crueldade de uma vez por todos é realmente uma marca.”

A campanha começou sete anos atrás, uma ação conjunta da IAR, Wildlife SOS (WSOS) da India, Free the Bears Fund (FTB) daAustralia, e One Voice Association France.

Ursos dançantes haviam sido proibidos na Índia em 1972 quando o Wildlife Protection Act entrou em vigor.
Parte da campanha incluíu um pacote de reabilitação para os dominadores dos ursos, para que eles pudessem aprender um novo ofício e continuar sustentando suas famílias depois de entregar os animais.

Pela primeira vez os filhos dos kalandar estão indo para a escola, sua educação financiada pelo Kalandar Rehabilitation Project.

Fonte: BBC News


Compartilhe essa postagem
Postar um comentário